Tudo Sobre o Revit: O que é, recursos, benefícios e aplicações

Tudo sobre o Revit

Se você acompanha o Manual Digital há algum tempo ou está na área de arquitetura, engenharia, tecnologia ou construção, provavelmente já ouviu falar do Revit. Mas o que exatamente é o Revit e por que ele é tão essencial no mundo do design e construção? Vamos explorar!

O que é o Revit?

O Autodesk Revit é um software de Modelagem da Informação da Construção (BIM) que permite aos profissionais criar e gerenciar projetos de construção em um ambiente 3D coordenado e consistente. Mas o que isso significa?

E esse tal de BIM, o que é?

BIM é a sigla para Modelagem da Informação da Construção (Building Information Modeling), trata-se de uma abordagem moderna para design e documentação de construção, onde cada detalhe de um projeto é modelado em um ambiente digital, não apenas como desenhos, mas como informações interconectadas e interdependentes em um modelo tridimensional.

Dentro do Revit, este modelo 3D não é apenas uma representação visual do que será construído. Ele contém informações detalhadas sobre os materiais, as propriedades físicas, os custos e até mesmo o cronograma de construção. Por exemplo, uma parede no Revit não é apenas uma linha em um plano; é uma entidade com espessura, material, isolamento, custo e outros dados associados.

De onde surgiu o nome Revit?

O nome Revit se originou da frase “Revisar instantaneamente” (Revise-Instantly). 
Após adquirir a empresa que criou o software, a Autodesk passou a chamá-lo de Autodesk Revit.

História do Revit

FONTE DA IMAGEM: medium.com

Antes do advento do Revit, os profissionais da indústria AEC (Arquitetura, Engenharia e Construção) muitas vezes dependiam de múltiplos softwares para diferentes etapas do projeto. No entanto, com o Revit, é possível modelar, simular, analisar e documentar um projeto em um único ambiente.

Origens do Revit:

O Revit foi inicialmente desenvolvido e lançado pela Revit Technology Corporation em 2000. Em 2002, a Autodesk adquiriu a empresa e o software, tornando-o uma peça central de sua oferta de produtos para a indústria AEC.

Evolução ao longo dos anos:

Desde sua aquisição, o Revit tem sido constantemente atualizado e melhorado, com novas versões lançadas anualmente, trazendo novas funcionalidades e melhorias.

Principais Características do Revit

Interface do usuário

A “interface do usuário” é o ponto de interação entre o software e quem o utiliza, ou seja, é através dela que os profissionais interagem e comandam o programa. No caso do Revit, a interface foi projetada para ser tanto amigável quanto intuitiva, o que traz diversas implicações e benefícios para os usuários.

Primeiramente, uma “interface amigável” significa que o design do software é agradável e fácil de navegar. Os ícones são claros, os menus são organizados de forma lógica e as ferramentas mais usadas são facilmente acessíveis. Isso reduz a sensação de sobrecarga ou confusão que alguns softwares mais complexos podem causar, especialmente para novos usuários.

A característica de ser “intuitiva” vai um passo além. Isso significa que, mesmo sem instruções detalhadas, um usuário pode, em grande parte, deduzir ou adivinhar como uma função ou ferramenta específica pode ser usada. Por exemplo, se um arquiteto quer desenhar uma parede no Revit, o ícone e o processo para fazer isso são projetados de tal forma que são facilmente compreendidos, mesmo sem treinamento extensivo.

Ferramentas de modelagem:

Com o Revit, você pode criar modelos 3D detalhados de edifícios, estruturas e sistemas MEP (Mecânica, Elétrica e Hidráulica).

A capacidade de modelar edifícios, estruturas e sistemas MEP em um único ambiente integrado é uma das principais forças do Revit. Isso não apenas melhora a eficiência e a precisão do projeto, mas também facilita a comunicação e a colaboração entre as diferentes equipes envolvidas em um projeto de construção.

Colaboração e coordenação: O Revit promove a colaboração entre equipes, permitindo que múltiplos usuários trabalhem no mesmo projeto simultaneamente.

Benefícios do Uso do Revit

  • Eficiência no projeto: O Revit acelera o processo de projeto, permitindo a visualização em tempo real das mudanças e atualizações.
  • Precisão e detalhamento: O software garante que os modelos sejam precisos e detalhados, reduzindo erros e retrabalhos.
  • Integração com outros softwares: O Revit se integra facilmente com outros produtos da Autodesk e softwares de terceiros, ampliando suas capacidades.

Diferenças entre outros softwares BIM

Enquanto muitos softwares oferecem funcionalidades BIM, o Revit se destaca por sua abrangência, precisão e capacidade de integração. Fizemos uma lista com alguns dos software BIM mais populares e elencamos suas principais características:

Softwares Gratuitos:

  1. FreeCAD Arch:
    • Gratuito.
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS, Linux.
    • Modelagem paramétrica.
    • Possui um ambiente BIM chamado BIM Workbench.
    • Funcionalidade avançada de modelagem paramétrica.
    • Suporta a criação de objetos arquitetônicos personalizados.
    • Renderização usando os mecanismos PovRay e LuxRender, mas não produz resultados fotorealistas.
  2. SketchUp 2023:
    • Gratuito com uma versão Pro paga.
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS.
    • Extensões do Marketplace para adicionar recursos BIM.
    • Ferramenta de inversão, gerenciamento de arquivos .dwg e melhorias no LayOut na versão 2023.
    • Suporte para plugins como PlusSpec, OpenStudio e Builder Pro.
    • Funcionalidade de renderização de superfícies com vários estilos.
  3. Blender:
    • Gratuito.
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS, Linux.
    • Software de criação open-source para várias finalidades 3D.
    • Popular para visualizações arquitetônicas e modelagem conceitual.
    • Uso de add-ons para adicionar recursos de arquitetura, como Building Tools e Archipack.

Softwares Comerciais:

  1. AutoCAD 2024:
    • Preço varia (gratuito para educação, pago para uso comercial).
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS.
    • Ferramenta amplamente utilizada para desenho técnico em várias indústrias, incluindo arquitetura.
  2. Revit 2024 (Autodesk):
    • Preço varia (gratuito para educação, pago para uso comercial).
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS.
    • Software BIM avançado com recursos de modelagem 3D e informações de construção detalhadas.
  3. Archicad:
    • Preço varia (gratuito para educação, pago para uso comercial).
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS.
    • Software BIM com ampla funcionalidade para arquitetura.
  4. Vectorworks 2023:
    • Preço varia (gratuito para educação, pago para uso comercial).
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS.
    • Software de design que inclui recursos BIM.
  5. MicroStation 17.2:
    • Preço varia (gratuito para educação, pago para uso comercial).
    • Plataformas suportadas: Windows.
    • Usado principalmente em engenharia civil e infraestrutura.
  6. Rhino 7:
    • Preço varia (versão educacional e comercial).
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS.
    • Amplamente utilizado em design industrial e arquitetura paramétrica.
  7. Edificius:
    • Preço varia (gratuito para educação, pago para uso comercial).
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS.
    • Software BIM com foco na arquitetura.
  8. Cedreo:
    • Gratuito para um projeto, versão comercial paga.
    • Plataformas suportadas: Windows, MacOS.
    • Software de modelagem 3D para arquitetos.

Como começar com o Revit

No início, o Revit pode parecer intimidador com suas vastas funções e ferramentas, mas se você começar por construir uma base sólida de conhecimento das funcionalidades básicas, você já dominou mais de 50% do Revit. A partir daí é só continuar praticando com constância que o sucesso é garantido.

Requisitos do sistema:

Antes de instalar o Revit, visite o site oficial da Autodesk e verifique os requisitos mínimos e recomendados do sistema. Isso inclui detalhes sobre o processador, memória RAM, placa gráfica, espaço em disco e sistema operacional. Se o seu computador atender ou exceder esses requisitos, você se assegura que o software vai rodar tranquilamente na sua máquina.

Primeiros passos:

Após a instalação, dedique algum tempo para se familiarizar com a interface e as ferramentas do Revit.

Meta a cara e não tenha medo de errar, praticamente, qualquer erro pode ser desfeito no Revit.

Pratique, pratique e pratique novamente.

Abuse da tecla “Esc“: o tempo todo você vai precisar selecionar e desselecionar ferramentas, portanto a tecla “Esc” ajuda muito a ganhar um tempo no desenvolvimento do seu projeto.

Principais atalhos do teclado no Revit

  • AL – Alinhar / Align
  • AR – Matriz / Array
  • BX – Caixa de seleção / Box Selection
  • CL – Pilar / Column
  • CM – Componente
  • CO – Copiar / Copy
  • CS – Criar Similar / Create Similar
  • DI – Cota Alinhada / Aligned Dimension
  • DL – Linha de Detalhe / Detail Line
  • DR – Porta / Door
  • EH – Ocultar Elemento na Vista
  • GP – Criar Grupo / Create Group
  • GR – Eixo / Grid
  • HC – Ocultar Temporário – Categoria
  • HH – Ocultar Temporário – Elemento
  • HR – Reinicializar Ocultar / Isolar
  • LI – Linha do Modelo / Model Line
  • LL – Nível / Level
  • MA – Igualar Propriedades / Match Properties
  • MD – Modificar / Modify
  • MV – Mover / Move
  • OF – Deslocamento / Offset
  • PN – Fixar / Pin
  • PP – Propriedades / Properties
  • PT – Pintura / Paint
  • RE – Escalonar / Scale
  • RM – Ambiente / Room
  • RO – Rotacionar / Rotate
  • RP – Plano de Referência / Reference Plane
  • RR – Renderizar / Rendering
  • RT – Ident. Ambiente / Room Tag
  • SL – Dividir Elemento / Split Element
  • TL – Linhas Finas / Thin Lines
  • TR – Aparar-Estender / Trim-Extend
  • TX – Texto / Text
  • VG – Visibilidade/Gráficos
  • VH – Ocultar Categoria na Vista
  • WA – Paredes / Wall
  • WN – Janela / Window

Aplicações práticas do Revit

Desde projetos residenciais a grandes edifícios comerciais, o Revit é versátil e se adapta a uma variedade de necessidades de projeto.

Edifícios e Estruturas:

Com o Revit, arquitetos e engenheiros civis podem criar modelos tridimensionais detalhados de edifícios, desde a fundação até o telhado. Isso inclui paredes, janelas, portas, lajes, vigas, colunas e muito mais. Cada elemento modelado não é apenas uma representação visual, mas também contém informações sobre materiais, propriedades físicas, custos, entre outros. Isso permite simulações mais precisas, análises estruturais e uma coordenação mais eficaz entre as disciplinas envolvidas.

Sistemas MEP (Mecânica, Elétrica e Hidráulica):

O Revit não se limita apenas à modelagem arquitetônica e estrutural. Ele também oferece um conjunto robusto de ferramentas para engenheiros e projetistas de sistemas MEP. Isso significa que é possível projetar e modelar sistemas de ventilação, ar condicionado, encanamento, iluminação, distribuição elétrica e muito mais, tudo dentro do mesmo ambiente do projeto. Assim como com os componentes arquitetônicos, cada elemento MEP no Revit contém informações detalhadas, facilitando a coordenação, detecção de conflitos e planejamento de instalações.

Aqui vai uma síntese de algumas das principais aplicações no contexto dos sistemas MEP:

Análise Energética:

Permitindo a integração com outras ferramentas, como o Autodesk Insight, o Revit possibilita a avaliação do desempenho energético desde fases iniciais até a conclusão do projeto. Os profissionais podem simular diferentes cenários, visualizar dados em gráficos e otimizar o design com base nos resultados. Assim, o Revit não só ajuda a atender regulamentos, mas também a criar edifícios mais eficientes, sustentáveis e econômicos.

Simulação de Iluminação:

Essa funcionalidade avalia a entrada de luz natural, considerando a orientação do edifício e as janelas, e simula sistemas de iluminação artificial para determinar a melhor distribuição e intensidade. O objetivo é otimizar o conforto visual, a estética e a eficiência energética, garantindo ambientes bem iluminados e sustentáveis.

Simulação de Iluminação Natural no Revit – Estúdio BIM

Renderização e Visualizações:

Esse processo é essencial para criar imagens realistas e animações que podem ser usadas em apresentações ou estratégias de marketing. Por exemplo, com ferramentas como o SOLIDWORKS Visualize, é possível criar imagens realistas de projetos

A renderização 3D, em particular, envolve métodos computacionais que geram imagens a partir de modelos tridimensionais. No campo da arquitetura, a renderização é usada para transformar um projeto modelado em ferramentas como Revit ou SketchUp em uma visualização realista, permitindo que os clientes vejam como um projeto proposto parecerá quando concluído

Documentação de Construção:

Uma das principais vantagens do BIM e, portanto, do Revit é a capacidade de gerar automaticamente documentação de construção a partir do modelo. Isso inclui plantas, cortes, elevações, detalhes e listas de materiais.

Por exemplo, ao fazer uma alteração em uma planta ou corte no modelo BIM, essa mudança é automaticamente refletida em todo o modelo, garantindo consistência e precisão na documentação. Além disso, a tecnologia BIM permite a obtenção facilitada de documentos de construção, gerando uma documentação vinculada ao modelo que é fiel a ele. Outra vantagem é a capacidade de levantar quantitativos, como listas de materiais, de forma paramétrica e automática a partir do modelo da edificação.

Colaboração e Coordenação:

Uma das principais características do Revit é a sua capacidade de permitir a colaboração e coordenação entre diferentes disciplinas e especialidades. Com ferramentas de CAD, BIM e projeto na nuvem, os usuários podem trabalhar em equipe no mesmo modelo, garantindo que todos estejam na mesma página e evitando conflitos e retrabalhos. Além disso, a AEC Collection da Autodesk agrupa de forma econômica softwares de nível industrial, como o Revit e o AutoCAD, proporcionando uma economia significativa em comparação com a aquisição das versões independentes desses softwares.

Planejamento de Fases utilizando revit:

Uma das funcionalidades do Revit é a capacidade de simular e visualizar diferentes fases de construção ao longo do tempo, o que é essencial para o planejamento eficaz de projetos. Ao visualizar as diferentes fases de construção, os profissionais podem identificar possíveis desafios e fazer ajustes no projeto antes da construção real começar. Isso não apenas economiza tempo e recursos, mas também garante que o projeto seja executado de maneira eficiente e sem contratempos.

Análise Acústica:

Estudos mencionam a realização de projetos simplificados em software específico de modelagem BIM e a exportação do esquema de dados Industry Foundation Classes (IFC) para análise acústica. Além disso, há referências sobre a integração de simuladores acústicos em ferramentas de modelagem geométrica e análise acústica, demonstrando a capacidade do Revit em trabalhar em conjunto com outras ferramentas para análises acústicas.

Modelagem de Terreno:

Com o Revit, é possível criar e projetar terrenos de forma detalhada, considerando características específicas como taludes, muros de arrimo, paisagismo, entre outros. Inclusivo, já escrevemos um artigo tutorial sobre criação de terreno utilizando o Revit 2024. O Revit permite a criação de curvas de nível para indicar elevações, que são exibidas em vistas de planta do terreno

Integração com Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada (AR):

Através da VR e AR, é possível criar ambientes virtuais onde os usuários podem explorar projetos de forma detalhada e tridimensional. Softwares como Twinmotion, Enscape e IrisVR são utilizados para experimentar alternativas de projeto em um ambiente virtual imersivo. A realidade virtual e aumentada tem permitido criar visualizações VR/AR imersivas diretamente a partir de modelos BIM, proporcionando uma experiência mais rica e informativa.

Estimativa de Custos:

Uma das vantagens do uso do Revit em projetos de construção é a capacidade de extrair quantidades e informações detalhadas do modelo, o que pode ser fundamental para gerar estimativas de custo mais precisas.

Por ser integrado à tecnologia BIM, o Revit é muito eficaz na estimativa de custos em projetos de construção, permitindo uma extração automática e precisa das quantidades e informações do modelo. Essa abordagem automatizada não só evita erros comuns em processos manuais, mas também economiza tempo, tornando as estimativas de custo mais acuradas e confiáveis.

O que são as famílias do Revit

É praticamente impossível escrever uma guia completo sobre o Revit e não mencionar as famílias. Famílias são os blocos de construção no Revit. Elas são modelos paramétricos que podem ser adaptados, importados ou criados conforme as necessidades do projeto.

Tipos de famílias do Revit

Existem 3 tipos diferentes tipos de famílias no Revit:

  • Famílias de sistema: Estas são as famílias padrão, como paredes, pisos e tetos.
  • Famílias carregáveis: São famílias personalizadas que podem ser importadas para um projeto.
  • Famílias locais: Estas são famílias criadas especificamente para um projeto.

Famílias de sistema:

As famílias de sistema no Autodesk Revit representam os componentes fundamentais que são intrínsecos ao software e são usados para criar os elementos básicos de um projeto. Diferentemente das famílias carregáveis, que são criadas e personalizadas pelos usuários e depois importadas para o projeto, as famílias de sistema já estão integradas ao Revit e prontas para uso.

Listamos abaixo as principais características das famílias de sistema do Revit:

  1. Integradas ao Revit: As famílias de sistema vêm pré-instaladas no software e não precisam ser importadas ou carregadas separadamente.
  2. Elementos Básicos: Estas famílias representam os componentes estruturais e arquitetônicos básicos de um edifício, como paredes, tetos, lajes, escadas e telhados.
  3. Paramétricas: Assim como outras famílias no Revit, as famílias de sistema são paramétricas, o que significa que seus atributos, como dimensões e materiais, podem ser ajustados conforme as necessidades do projeto.
  4. Flexibilidade: Mesmo sendo padrão, as famílias de sistema oferecem uma variedade de opções de personalização, permitindo adaptação dos elementos às especificações exatas do projeto.
  5. Interatividade: As famílias de sistema interagem com outros elementos do projeto. Por exemplo, ao inserir uma porta em uma parede, o Revit automaticamente cria uma abertura na parede para acomodar a porta.

Famílias carregáveis:

Esse tipo de família do Revit é muito útil no enriquecimento do projeto, pois representam a possibilidade de poder incorporar objetos que não estão inicialmente presentes no software. Por exemplo, você pode baixar famílias disponíveis em inúmeros bancos de dados e bibliotecas espalhadas na vastidão da internet, modificá-las e usalas à vontade. Você percebe o poder que isso tem? Suas principais características são:

  1. Personalização: As famílias carregáveis são criadas para atender a necessidades específicas de um projeto. Seja uma peça de mobiliário única, um equipamento especial ou um detalhe arquitetônico particular, elas proporcionam um patamar mais elevado de personalização.
  2. Importação: Uma vez criadas, essas famílias podem ser importadas para diferentes projetos no Revit. Isso significa que um componente personalizado criado uma vez pode ser reutilizado em múltiplos projetos.
  3. Bibliotecas Externas: Existem bibliotecas online e mercados onde os profissionais podem adquirir ou baixar famílias carregáveis criadas por outros usuários ou empresas, ampliando ainda mais a variedade de componentes disponíveis para seus projetos.
  4. Interatividade: Assim como as famílias de sistema, as famílias carregáveis são paramétricas. Isso significa que, mesmo após serem importadas para um projeto, seus atributos, como tamanho, material e cor, podem ser ajustados conforme necessário.

Famílias locais

Ao contrário das famílias de sistema, que são padrões, e das famílias carregáveis, que podem ser usadas em vários projetos, as famílias internas são projetadas em um determinado projeto para atender um objetivo específico daquele projeto. Suas principais características são:

  1. Exclusividade: As famílias internas são desenvolvidas com o objetivo de atender a requisitos muito específicos de um projeto. Isso pode incluir detalhes arquitetônicos únicos, componentes personalizados ou soluções de design inovadoras.
  2. Não-transferibilidade: Uma vez que são criadas para um projeto específico, as famílias internas geralmente não são transferidas ou usadas em outros projetos. Elas são integradas ao arquivo do projeto e não são facilmente exportadas como famílias carregáveis.
  3. Parametrização: Assim como outras famílias no Revit, as famílias internas são paramétricas. Isso significa que seus atributos e características podem ser ajustados e modificados conforme necessário, mesmo após sua criação.
  4. Economia de tempo: Em projetos onde certos componentes são repetidamente usados com pequenas variações, criar uma família interna pode economizar tempo, pois permite que os designers façam ajustes rápidos sem a necessidade de criar um novo componente do zero.

Desafios comuns e soluções

Como qualquer ferramenta avançada, o Revit apresenta desafios para aqueles que estão começando a utilizá-lo:

Curva de Aprendizado:

Para novos usuários, o Revit pode parecer complexo devido à sua vasta gama de funcionalidades. Isso pode resultar em uma curva de aprendizado íngreme inicialmente.

Integração com Outras Ferramentas:

Integrar o Revit com outras tecnologias, como Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada (AR), pode ser desafiador, especialmente ao tentar criar experiências imersivas.

Atualizações Frequentes:

Como qualquer software, o Revit passa por atualizações regulares. Manter-se atualizado requer tempo e, às vezes, treinamento adicional.

Felizmente, existem soluções para esses desafios:

Recursos e Treinamentos:

Há uma ampla variedade de recursos, cursos e treinamentos disponíveis, tanto online quanto presencialmente, para ajudar os usuários a se familiarizarem com o software.

Comunidades e Fóruns:

Existem muitas comunidades online onde os usuários podem compartilhar dúvidas, soluções e melhores práticas relacionadas ao Revit.

Tutoriais e Guias:

A comunidade BIM é muito engajada e generosa. Na internet há muitos especialistas e instituições disponibilizando tutoriais, vídeos e guias passo a passo para facilitar o processo de aprendizado.

O futuro do Revit

IMAGEM DE irisvr.com

O Revit tem desempenhado um papel crucial na indústria de Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC) devido à sua capacidade robusta e integração com a metodologia BIM (Modelagem da Informação da Construção). Observando as tendências atuais, podemos identificar alguns pontos sobre o futuro do Revit:

Dominância na Indústria:

O Revit continua sendo amplamente utilizado na indústria AEC, mantendo sua posição dominante mesmo com a existência de outras ferramentas.

Desenvolvimento Contínuo:

A Autodesk está constantemente investindo no desenvolvimento do Revit, incorporando novas funcionalidades e melhorando as existentes, o que garante que o software esteja sempre atualizado com as últimas tendências da indústria. Esse investimento contínuo no desenvolvimento do software se traduz na incorporação regular de novas funcionalidades, bem como na melhoria das já existentes. Isso é essencial para garantir que o Revit permaneça na vanguarda das ferramentas de modelagem de informações de construção (BIM).

Integração com Novas Tecnologias:

Com o avanço tecnológico na indústria da construção, a integração do Revit com tecnologias emergentes, como Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada (AR), está se tornando cada vez mais prevalente. Sem falar que o uso de AR, captura de realidade e tecnologia wearable está reduzindo os custos dos projetos e aprimorando a comunicação. Há também uma tendência de aplicar AR/VR/MR nos projetos para auxiliar no processo de design e durante a construção. A integração de BIM com VR também está sendo potencializada por tecnologias de nuvem, permitindo aplicações de realidade aumentada mais robustas na construção.

Tendências BIM:

O Revit desempenhará um papel fundamental nas tendências inovadoras do BIM que estão moldando o futuro da indústria AEC. A tecnologia BIM, embora não seja nova, tem visto um aumento significativo em sua aplicação na indústria da Construção Civil. A crescente adoção do BIM e ferramentas como o Revit sinaliza uma transformação na forma como os projetos de construção são concebidos e executados, com uma ênfase particular na inovação e sustentabilidade

Conclusão

Chegamos ao fim de mais uma viagem por essa infindável busca por conhecimento. Essa deu trabalho, galera! Aqui nós vimos que, dentre outras coisas, as ferramentas de modelagem do Revit nos permitem criar representações tridimensionais precisas de nossas ideias, facilitando a visualização e a compreensão de nossos projetos.

Além disso, o software oferece funcionalidades avançadas, como a detecção de conflitos, que ajuda a identificar e resolver problemas antes que eles se manifestem no canteiro de obras.

Outro ponto forte do Revit é sua capacidade de colaboração. Vários profissionais podem trabalhar simultaneamente em um projeto, independentemente se estão aqui, no Brasil, ou na China, graças à nuvem e às ferramentas de colaboração integradas. Isso faz com que a comunicação seja mais efetiva entre as equipes, reduzindo erros e retrabalhos.

Daí concluímos que o Autodesk Revit não é apenas uma ferramenta de modelagem; é uma solução completa que atende às muitas necessidades dos profissionais da indústria AEC, o que faz dele uma “mão na roda” para arquitetos, engenheiros e construtores.

Perguntas frequentes

  1. O Revit é apenas para arquitetos?
    • Não, o Revit é usado por arquitetos, engenheiros, designers e profissionais da construção.
  2. Quanto tempo leva para aprender Revit?
    • Depende da experiência do usuário, mas com treinamento adequado, muitos podem se tornar proficientes em algumas semanas.
  3. O Revit é melhor que o AutoCAD?
    • Não é uma questão de ser “melhor”, mas sim de propósito. O Revit é focado em BIM, enquanto o AutoCAD é um software de desenho assistido por computador, mas, na minha opinião, o Revit é melhor, sim.
  4. O Revit funciona em Mac?
    • O Revit é otimizado para Windows, mas pode ser executado em Mac usando soluções de virtualização.
  5. Existem alternativas ao Revit?
    • Sim, existem outros softwares BIM no mercado, como ArchiCAD e Sketchup, mas o Revit é um dos mais populares e amplamente adotados.
  6. Quanto custa o Revit?
    • No momento em que escrevo este artigo, a licença anual do Revit está custando R$ 10.254,00. Há também a assinatura mensal, que custa R$ 1.293,00, e trienal, que custa R$ 30.762,00.
  7. Posso usar o Revit gratuitamente?
    • Sim, você pode baixar uma versão de demonstração no site da Autodesk ou, caso seja estudante ou professor, tem direito a uma licença temporária, também através do site da Autodesk.
  8. Como crackear o revit?
    • O Manual Digital não incentiva práticas de pirataria, mas, na imensidão de conteúdo disponível na internet, você pode encontrar maneiras de crackear o Revit.
  9. Como ganhar dinheiro com Revit?
    • Existem inúmeras formas de ganhar dinheiro utilizando o Revit. Vai depender da sua criatividade, mas você pode oferecer serviços especializados em modelagem BIM, como visualizações 3D, detalhamento, análise de desempenho de edifícios, formação, desenvolvimento de famílias personalizadas, integrações, auditoria de modelos, coordenação de projetos e conversão de digitalizações 3D em modelos BIM. O seu sucesso vai depender da sua estratégias de marketing e networking.

Deixe sua sugestão

Recentes

Portuguese